PESQUISA

MENU GERAL
Início
Área Pessoal
Pesquisa Avançada
Ajuda
Compras
CATEGORIAS
Arte
Ciências
Ciências Econômicas
Ciências Sociais e Humanas
  Antropologia
  Biografias
  Ciência Política
  Ciências Sociais
  Colecção CES
  Comunicação
  Educação
  Filosofia
  História
  Linguística
  Psicologia
  Religião
  Sociologia
Direito
Outros
Ir para...
EBOOKS
Ebooks em Português
  Ciências
  Ciências Econômicas
  Ciências Sociais e Humanas
  Direito
  Diversos
INFORMAÇÃO
Trocas e devoluções
Política de Privacidade
Termos de Utilização
Assessoria de imprensa
Contacto
REDES SOCIAIS
Ciências Sociais e Humanas
Carta Sobre a Tolerância
John Locke

Editora:
70
Colecção:
Textos Filosóficos
Tema:
Filosofia
Ano:
2000
Brochura

ISBN 9789724400839 | 136 págs.
Peso: 0.175 Kg

Disponibilidade:
Indisponível 

Recomende este livro a um amigo
Carta Sobre a Tolerância

R$63.00
Indisponível

SINOPSE

Nesta obra, como em todas as outras, Locke anuncia e prepara o grande movimento do Iluminismo, que culminará com Voltaire. Locke distingue primeiramente as três ordens da força, da razão e da fé. Em seguida, afirma que todos os homens pertencem a duas sociedades: a civil e a religiosa. O problema da intolerância resulta da confusão entre estes dois domínios; a sua confusão é prejudicial quer à saúde do corpo social como à busca da saúde individual. Cabe à força política impedir que interfiram, sem preocupar-se nem com a saúde das almas nem da fé, sobre as quais o governo não tem qualquer direito. O poder do Estado não saberia efectivamente estender-se para além dos interesses temporais da sociedade; está aqui um princípio cardinal da filosofia liberal, da qual Locke pode ser considerado fundador. Quanto às Igrejas, são instituições privadas, que não afectam nulamente a colectividade. O estado não pode intervir no seu funcionamento ou regulamentar os cultos a não ser que estes se revelem atentatórios do direito das pessoas ou do bom caminho da sociedade. É o princípio da laicidade do Estado que é aqui colocado, com uma nitidez sem precedentes. Em nome deste princípio, Locke reclama a igualdade de direitos para todos os cultos, sem diferença.

COMENTÁRIOS
Não existem atualmente comentários sobre este produto.
Escrever Comentário


OS MAIS VENDIDOS
Filosofia
bestsellersA Ideia de Fenomenologia
bestsellersA Origem da Obra de Arte - Edição Bilingue
bestsellersO Conhecimento e o Problema Corpo-Mente
bestsellersA Anatomia do Poder
bestsellersA Felicidade Paradoxal - Ensaio sobre a Sociedade do Hiperconsumo
bestsellersHermenêutica
bestsellersA Religião nos Limites da Simples Razão
bestsellersCultura e Valor
bestsellersDicionário de Filosofia
bestsellersFoucault
Almedina Brasil, Ltda. | Rua Maria Paula, 122-Conj.207 e 209, Bela Vista | 01319-000 São Paulo - SP
E-commerce: brasil@almedina.com.br | (011)3885-6624 / (011)3051-5019 / (011)3052-0437 / (011)3051-7223
logo